CENTRAL DE VENDAS (21) 2618-2950

5 dicas para evitar prejuízos em consignações para cirurgias

5 dicas para evitar prejuízos em consignações para cirurgias

A consignação de produtos para cirurgias é uma prática amplamente adotada no setor de saúde, oferecendo uma solução eficiente para o gerenciamento de estoque de materiais de alto custo e uso esporádico. Inegavelmente, a gestão inadequada dessas consignações pode acarretar prejuízos significativos para hospitais e clínicas. Neste artigo, abordaremos cinco dicas essenciais para evitar esses prejuízos, garantindo uma operação mais eficiente e segura.

#1 Planejamento e Gestão de Estoques de Produtos Consignados

A gestão eficiente dos estoques de produtos consignados é crucial para evitar prejuízos. O planejamento deve envolver uma análise detalhada da demanda histórica, previsão de cirurgias futuras e controle rigoroso das entradas e saídas de produtos. A tecnologia pode ser uma aliada importante, utilizando sistemas de gestão que permitem rastrear cada item consignado, seu tempo de permanência e seu estado de conservação. Por exemplo, o uso de algoritmos de previsão de demanda pode minimizar os riscos de excesso ou falta de produtos, garantindo a disponibilidade sem acumulação desnecessária.

É fundamental estabelecer critérios claros para a rotação de estoque, assegurando que os produtos mais antigos sejam utilizados primeiro. Nesse sentido, a implementação de uma política de inventário contínuo pode evitar surpresas indesejadas, permitindo que o gestor identifique e resolva discrepâncias em tempo hábil. A comunicação regular com fornecedores sobre a rotatividade de estoque também ajuda a manter um equilíbrio saudável entre oferta e demanda.

#2 Negociação e Acordos Contratuais com Fornecedores

Aperto de mãos entre um médico e um executivo

Os acordos contratuais bem definidos com fornecedores são essenciais para minimizar riscos financeiros. Durante as negociações, é vital discutir cláusulas de retorno, prazos de pagamento, e condições para reposição de produtos vencidos ou danificados. Contratos detalhados devem especificar responsabilidades claras de ambas as partes, incluindo quem arcará com os custos em casos de devolução ou reposição.

A flexibilidade nas negociações pode ser uma vantagem. Por exemplo, acordar prazos de pagamento mais longos ou condições de consignação que permitam ajustes conforme a demanda real pode aliviar a pressão financeira. A inclusão de penalidades por não conformidade pode incentivar os fornecedores a manterem padrões de qualidade e prazos de entrega rigorosos, protegendo a operação contra possíveis perdas.

#3 Treinamento e Capacitação da Equipe de Saúde

A capacitação da equipe de saúde em relação ao manejo adequado dos produtos consignados é fundamental para evitar desperdícios e prejuízos. Treinamentos regulares devem abranger desde a correta manipulação dos materiais até procedimentos de documentação e rastreamento. Afinal, equipes bem treinadas são mais eficientes na identificação de produtos danificados ou próximos do vencimento, permitindo ações preventivas.

A criação de protocolos específicos para o uso e armazenamento de produtos consignados pode padronizar práticas e reduzir erros. Simultaneamente, a implementação de auditorias periódicas para verificar a conformidade com os protocolos estabelecidos garante que as práticas recomendadas estejam sendo seguidas consistentemente. O investimento em treinamento contínuo não apenas protege contra prejuízos financeiros, mas também melhora a qualidade do atendimento ao paciente.

#4 Monitoramento Contínuo e Auditoria de Consignações

Dois executivos analisando dados em um notebook e debatendo

O monitoramento contínuo e a auditoria regular das consignações são práticas essenciais para identificar e corrigir problemas antes que se tornem prejuízos significativos. Utilizar ferramentas de software que forneçam relatórios detalhados sobre o uso de cada item, bem como alertas para produtos próximos do vencimento, facilita o gerenciamento proativo. Auditorias periódicas ajudam a garantir que todos os processos estão sendo seguidos corretamente e que não há desvios que possam resultar em perdas.

É igualmente importante realizar revisões regulares dos contratos de consignação para garantir que eles continuem a atender às necessidades da operação. Ajustes podem ser necessários à medida que surgem novas tecnologias, mudanças nas práticas cirúrgicas ou variações na demanda. Assim, um sistema robusto de monitoramento e auditoria contribui para a transparência e eficiência, reduzindo significativamente os riscos de prejuízos.

#5 Implementação de Políticas de Devolução e Substituição

Estabelecer políticas claras de devolução e substituição de produtos consignados é uma medida preventiva vital. Essas políticas devem ser bem comunicadas a todos os envolvidos, incluindo fornecedores e equipe de saúde. Desse modo, a capacidade de devolver produtos não utilizados ou próximos do vencimento sem penalidades pesadas pode reduzir significativamente as perdas.

A definição de prazos para devolução e substituição deve ser realista e prática. Colaborar com fornecedores para desenvolver um sistema eficiente de devolução e reposição, que minimize o tempo de indisponibilidade de produtos, garante que a operação continue sem interrupções. Implementar um sistema de feedback para monitorar a eficácia dessas políticas pode ajudar a identificar áreas de melhoria contínua, ajustando as práticas conforme necessário.

Conclusão

A gestão eficiente de consignações para cirurgias envolve uma combinação de planejamento estratégico, negociação cuidadosa, treinamento contínuo, monitoramento rigoroso e políticas bem definidas de devolução. Ao seguir essas cinco dicas detalhadas, as instituições de saúde podem minimizar significativamente os riscos de prejuízos, garantir a disponibilidade de materiais essenciais e, ao mesmo tempo, otimizar recursos financeiros. A integração dessas práticas não só protege contra perdas financeiras, mas também contribui para a melhoria contínua da qualidade do atendimento prestado aos pacientes.

Podemos te ajudar! Conheça nossa solução!

Utilizar um sistema de gestão que possua funcionalidades específicas para a gestão de materiais hospitalares na sua distribuidora pode ser uma virada de chave para o seu negócio, além de contribuir para reduzir os custos operacionais. Por isso gostaríamos de lhe apresentar a nossa solução (Software WSGE).

Nosso software é totalmente voltado para o setor da saúde, atendendo com excelência diversas distribuidoras de materiais hospitalares e cirúrgicos por todo país.

Não perca a oportunidade de conhecer diversos conteúdos relevantes sobre o seu mercado, através do nosso blog. Além disso, nos siga no instagram @jd.system para se manter atualizado em tempo real sobre tópicos relevantes do seu segmento

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Tópicos Populares

Sobre nossa empresa

Somos uma empresa de  tecnologia com 20 anos de história, focada no ramo de distribuidoras da saúde.

Nosso sistema ERP é especializado para distribuidoras de medicamentos e OPME, seguindo todas as exigências regulatórias do segmento.

Cadastre-se na nossa newsletter

Receba atualizações e novidades relevantes do mercado de saúde

Cadastre-se na nossa newsletter

Receba atualizações e novidades relevantes do mercado de saúde

Você está a poucos cliques de aproveitar todo o potencial da sua empresa.

Preencha as informações acima e entraremos em contato com você.

Contato via Whatsapp

Seus dados estão seguros conosco!

Entramos em contato com você!

Seus dados estão seguros conosco!

Aproveite nossa promoção especial para novos clientes

*Condições especiais válidas até o fim deste mês.